Pontos de cor – por um inverno colorido

Nos detalhes, acrescentar cor é destacar personalidade e até estado de espírito a um look, em especial quando se trata de uma produção invernal. Aproveitar que a moda tem grandes aliados nessa temporada para fugir da sobriedade em seus looks é a sugestão que reservamos para hoje.

Já falamos que 2014 seria o ano do rosa orquídea, mas nesse inverno além dos verdes e amarelo – que graças a Copa foram recorrentes nos looks do dia e páginas de revista – quem vem roubando a cena é o laranjado.

fw15_blood-orange

Em diferentes tons – do mais fechado a uma versão quase cítrica – ele ascende as produções de catálogos e vitrines Brasil afora e agora colore também a nossa galeria e nossas araras.

Em calças jeans, flare, tricôs, camisas e blazers com os propostos pela Seiki o tom “acenourado” – se me permitem o apelido – promete garantir personalidade para tornar todo e qualquer look mais atual e vibrante. Com branco e preto, ele resulta em composés mais básicos, mas as sugestões para quem quer acertar em cheio além de coordená-lo de modo seguro (como com um jeans) é agrupando-o com cinza, azul bic ou turquesa, pink e caramelo – essa última opção ideal para um visual sofisticado.

laranja-cor-da-vez-2950 look-inverno-laranja-peep-toe-sandália-sapatilha-2 10259245_567808499996250_8995044858570387285_o 10530726_573215526122214_4787823406355085374_n

Selecionamos algumas imagens que valem como looks referências. Dê uma chance ao laranja e deixe o seu inverno mais alegre. Para isso, conte com o Shopping Kamalito.

colour-trend-for-thi-1386000260 pink-orange-red-women-clothes rosa e laranja 10347085_570871819689918_7606003980333164672_n

Disco pants: investimento certeiro e promissor para o nosso look

A trend ganhou força lá em 2013, especialmente depois que a americana American Apparel recheou suas vitrines e araras com o modelito. Reposicionando o visual marcante típico da Era Disco para como um aliado nosso atualíssimo, a chamada “disco pant” conquistou seu lugar entre as “it-peças” e desde então segue entre as companheiras mais confortáveis e ousadas com a qual um mulher pode contar em seu closet.

106294-disco-pants-sao-aposta-no-streetstyle-637x0-2

O efeito laminado, cheio de brilho e vivacidade, dessa legging é o que faz dela uma peça tão poderosa. Sua estética marcante, entretanto, é o que a torna também uma aposta moderna, sim, mas com um toque de nostalgia – afinal, quem era vivo na década de 1960 ou já assistiu ao sucesso “Grease” (de 1978), deve reconhecer essa calça prontamente.

3256771162-calcas-disco-pantsE não foi apenas nessa década que a calça disco reinou, seu legado chegou a década de 1970 firme e forte. Tanto é que o visual é característico desse período, quando lamês, paetês e lurex viveram seu auge – em uma época que aqui no Brasil teve na novela Dancing Days sua maior representante.
a22a63704d5795135b114dde5bacce41

 

 

Tomando como referência o visual chamado de “rockabilly” (original dos anos 1950 – 1960), ela ressurge agora igualmente brilhante e essencialmente justinha – aliás, ainda mais colada ao corpo. Em variações das mais neutras as mais coloridas, por aqui ela conquistou inicialmente as academias, mas aos poucos vem ganhando terreno em baladas e no streetstyle nacional.

thaila-132273681-editorial

Celebridades como Thaila Ayala e Fernanda Paes Leme já desfilaram as suas com propriedade. No exterior, nomes como Nicki Minaj, Selena Gomez e Jessie J são algumas das adeptas do visual que assume uma estética com ares despojados, divertidos e com um pézinho no universo do rock – especialmente quando nos tons de vermelho, preto e cinza aliados a uma boa t-shirt podrinha, tênis e acessórios pesados.

The-Disco-Pant2

Nossas sugestões de looks vão além desse visual, a dica é, aliás, levar a calça parceira da malhação para outros ambientes, brincando com a intensidade de suas cores ao coordená-la com tops cropped, casacos sequinhos, jaquetas de couro, jaquetas jeans, camisas jeans, moletons e até camisas sedosas para uma produção mais arrumada. A principal sugestão é dosar nas proporções e investir em tops mais soltinhos, uma vez que a calça por si só já delineia bem as curvas e garante um apelo sexy.

Disco-pants

Para as mais ousadas, vale – entretanto, manter o shape ajustado com peças como  um body ou tops estilo corsets e blusas rendadas coladas ao corpo. O mix de texturas pode render um resultado interessante e o visual “à la Mulher Maravilha”, é ideal para quem gosta de realçar um corpo malhado.

wpid-05171

Para finalizar o look, vale de tênis e sapatilhas aos saltos – tradicionais como scarpins ou fortes como saltos wedge. O que manda é o estilo do look a ser produzido.

Aproveitamos para compartilhar duas sugestões de looks com a disco pant, e essas são fáceis para quem quer aproveitar e adaptar em um CTRL C + CTRL V para o seu look desse final de semana!

Michelle-Keegan victoriajusticeturquoisediscopants

Confortável o suficiente para nos acompanhar em diferentes situações, a calça disco é sugestão nossa para você aderir já nesses dias frios e continuar apostando no visual durante a primavera. Portanto, fazer desse um investimento é garantir um bom aliado para as suas atuais e futuras produções. Venha até a loja para conferir de perto, conhecer as cores disponíveis e escolher a sua disco pant – a calça que consegue ser retrô e moderninha, e que acima de tudo promete se tornar a sua melhor companheira!

50 Tons de verde para colorir o seu inverno

Falamos sobre o maroon, variação do burgundy que chegou conquistando a moda nesse outono inverno, e hoje vamos destacar o verde como uma segunda cor que tem espaço garantido nas vitrines, coleções e looks das mulheres mais antenadas nessa temporada.

10014097_680288228702424_8061791467237078039_o

10514565_567811933329240_8833844140822761773_n

 

Em diferentes tonalidades, esse chega para destacar um visual entre os mais sóbrios característicos da temporada. Em contraste, então, com tanto cinza, marrom, preto e caramelos, as peças esverdeadas são alternativas que quando mais fechadas substituem os neutros, sem contudo fugir do efeito mais discreto.

1623733_643640989033815_967524797_n

Tonalidades como o verde musgo e o verde militar são constantes nas paletas invernais, e não diferente seguem em alta em 2014.  Desbotado ou escuro, ele chega colorindo especialmente peças mais tradicionais e pesadas, como os jeans (em calças, saias e jaquetas), parkas, sobretudos e coletes.

Na contramão, nuances mais abertas garantem uma pincela mais vibrante e intensa, opção para agregar um mood mais jovem e descontraído para a produção.

10497525_658664730888447_2485181886516460194_o 10155230_553615758082191_446956111471115017_n

Na sequência do que foi proposto no último ano, o verde esmeralda (que foi eleita a cor de 2013) continua em evidência, fazendo a cabeça de trendsetters e estampado editoriais de moda e catálogos atuais.

10271476_528827013894399_4635016308612461157_n
10013942_521809257929508_1445011636_n

Para as donas de um estilo mais romântico e delicado, a sugestão é se jogar no verde menta. Açucarado, ele é tom dos preferidos dessa temporada que carrega de feminilidade e até um apelo retrô um visual.

a6147a2a1e0b21d77bce0c0c44c23f0252375a4aaa0b8

E para finalizar, vamos a sugestão de uma dobradinha: burgundy (maroon, avermelhados berry) + verde para um look atual e com a cara desse inverno.

10256810_300325523458036_3596687529814395063_n

Inspire-se e venha até o Shopping Kamalito para conferir a variedade de peças e tonalidades de verde que trazemos para você que quer aderir a cor queridinha dessa estação!

 

Conheça os seis vestidos que nunca saem de moda

Clássicos, atemporais e, acima de tudo, democráticos, assim são os modelos de vestidos que compõem a lista criada pela equipe do Who What Wear? a qual adaptamos e compartilhamos com vocês, nossos leitores e clientes. Afinal, você pode estar totalmente apaixonada por aquele vestido justinho de paetê que comprou recentemente, mas os seis modelos a seguir resistem a tendência e aos anos, mantendo-se entre os melhores amigos das mulheres quando o assunto é bem vestir com sofisticação e praticidade.

Sem mais delongas, vamos então conhecer quais são os eleitos os vestidos eternos queridinhos do público feminino (e por isso, excelentes investimentos que toda mulher pode fazer e incluir em seu acervo).

Frente única

Com as costas nuas, o vestido frente única ganhou popularidade nos anos 1950 e 1950, especialmente depois que Marilyn Monroe se mostrou uma adepta frequente do visual. Depois, duas décadas mais tarde, ele ganhou uma repaginada e voltou com força total entre o visual hippie do final dos anos 1960 e início de 1970. Com um apelo sexy e glam, especialmente os modelos longos esbanjam personalidade sendo a estética retrô praticamente inevitável uma vez que se investe nesse shape.

_5387171 2514225
Rihanna Halter Dress style

VESTIDO ENVELOPE

Falamos sobre ele aqui no blog recentemente, clica para lembrar, ao destacarmos os 40 anos de sua invenção assinada por Diane Von Furstenberg. O vestido envelope data também da década de 1970 e traz uma referência oriental, dos quimonos. Não por isso, entretanto, ele perde no quesito democracia, pelo contrário com segurança podemos dizer que esse é um investimento certeiro e no qual vale a pena apostar.  Ele não só valoriza o corpo feminino, como ainda cai bem nas mais diferentes ocasiões – vai do trabalho a um evento mais social, “facinho”!

diane-von-furstenberg-wrap-dress-interna

diane-von-furstenberg-inverno-2014280426-5033

VESTIDO “A”

Datado de 1955, quando o estilista Christian Dior lançou o seu famoso “New Look”, o vestido de shape “A” é caracterizado por trazer formas sequinhas para ombros e busto, marcar bem a cintura e abrir em direção a barra, o que justifica seu apelido. Por marcar a cintura feminina, esse é um vestido democrático e que cai bem nos mais diversos biotipos, e por esses e outros motivos, é presença constante nas coleções – sejam elas de verão ou de inverno.

Elegant-Scoop-Neck-Sleeveless-A-line-Dress image1xl Infini__0228

VESTIDO CAMISA

Conhecido como “chemise”, o vestido camisa, como o nome indica, é uma versão alongada de uma camisa, e seu resultado no look é muito próximo ao que teríamos se emprestássemos as camisas de nossos namorados/maridos e muito próximo também a um visual consagrado em 1956 por ninguém menos que Brigitte Bardot em “E Deus criou a Mulher”. Atemporal, ele é constantemente escolha de celebridades para looks mais despojados e casuais.

3Z8P2352 Shirt dress

TUBINHO

Também entre os modelos preferidos e eternizados lá na década de 1960, o tubinho é sinônimo de feminilidade, sofisticação e um belo exemplo de um look poderoso e “effortless” (sem esforços). Seu shape tradicional que contorna o corpo feminina o valoriza sem pecar por excessos que podem, por vezes, cair na vulgaridade. Clássico, dos mais clássicos, investir em no mínimo um, é o ideal.

Infini__0308 Infini__0506

VESTIDO SLIP ou vestido camisola

Com uma estética mais sensual que os demais, o slip dress é assim conhecido por ter um visual semelhante ao de uma camisola. Geralmente confeccionado em cetim, ele é característico por suas alças fininhas e seu corte leve, delicado e que marca o corpo sem, contudo, a ele se ajustar. Sua modelagem remete a uma estética consagrada dos anos 1920, com cinturas fora do lugar à la melindrosas. Nos anos 1990, Kate Moss foi grande adepta do modelo que agora tem em nomes como Rihanna suas maiores adeptas.

sli slip_dress_inspiracion_vestido_tendencia_bloggers__129366354_723x slip-dress_camisola-vestido_5 vic4E aí o que acharam da lista? Concordam? Nós concordamos e assinamos em baixo. Entre a seleção de imagens que ilustram o post de hoje, algumas são de modelos disponíveis na loja, portanto, se gostou de um em especial ou se está a procura de um dos seis clássicos, venha ao Shopping Kamalito para escolher o seu preferido e chamar de seu!